26 de set de 2011

Livro: A Batalha do Apocalipse

Titulo original: A Batalha do Apocalipse
Lançamento: 2010
Editora: Verus
Autor: Eduardo Spohr
Há muitos e muitos anos, tantos quanto o número de estrelas no céu, o paraíso celeste foi palco de um terrível levante. Um grupo de anjos guerreiros, amantes da justiça e da liberdade, desafiou a tirania dos poderosos arcanjos, levantando armas contra seus opressores. Expulsos, os renegados foram forçados ao exílio e condenados a vagar pelo mundo dos homens até o Dia do Juízo Final.
Mas eis que chega o momento do Apocalipse, o tempo do ajuste de contas. Único sobrevivente do expurgo, Ablon, o líder dos renegados, é convidado por Lúcifer, o Arcanjo Negro, a se juntar às suas legiões na Batalha do Armagedon, o embate final entre o céu e o inferno, a guerra que decidirá não só o destino do mundo, mas o futuro da humanidade.
Das ruínas da Babilônia ao esplendor do Império Romano, das vastas planícies da China aos gelados castelos da Inglaterra medieval, A Batalha do Apocalipse não é apenas uma viagem pela história humana - é também uma jornada de conhecimento, um épico empolgante, repleto de lutas heroicas, magia, romance e suspense.

Com esse livro eu realmente crio esperanças para os autores brasileiros, porém, me deixou muito crítica com relação a outros livros porque ele é muito bem escrito e a história é fantástica.
Ele só tem uma desvantagem: o número de páginas, pois é o primeiro impacto que um livro causa. Mas assim que você começa a ler percebe que a leitura não vai ser tão massante assim. É claro que, como toda leitura, ele tem seus picos mais empolgantes, mas depois que você lê tudo percebe que tudo é importante, cada frase, cada história.
Eu gostei muito das teorias do Eduardo, do que realmente está acontecendo no Céu e na Terra.
O romance no livro é inevitável e está presente desde o começo, só eles que não sabem ainda.
Uma coisa que me irritou profundamente, mas que eu sempre acho fantástico, é que ele leva a narrativa e te faz esquecer pequenos detalhes que são super importantes para desvendar o final da história, mas creio eu, essa era a intenção do Eduardo, se não, não teria graça.
No mais o Luz, câmera, ação e... CORTA! super recomenda e te dar a maior força para encarar o livro e adentrar nesse mundo fantástico de ficção criado pelo Eduardo Spohr.
E sim, eu fui no evento em que ele veio no Pátio Savassi para dar autógrafos, lançar a edição especial e conversar sobre a obra. Esse encontro foi muito legal e estou de olho para ver se ele vem novamente lançar seu novo livro:Filhos do Éden: Herdeiros de Atlântida: Livro 1.

3 comentários:

  1. Oi Débora, estou doida pra conhecer a escrita do Eduardo, a maioria das criticas fazem elogio a ele e a seus livros ^^

    Beijocas
    Rapha - Doce Encanto
    http://rapha-doceencanto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá Débora!
    Esse livro parece ser ótimo! Tenho muita vontade de ler ele, mas falta tempo e $$ KKK

    Beijos, Anderson Vidal
    Da uma passadinha pelo meu blog :]
    Hooked for Books

    ResponderExcluir
  3. Oi Débora,

    Ótima resenha. Fiquei super animado, mas o número de páginas me assusta. Quero a versão especial, mas temo ser muito cara.

    ;*

    Matheus, Bobagens e Livros

    ResponderExcluir