23 de ago de 2011

Filme : Sem Limites


Título original: Limitless
Lançamento: 2011
Direção: Neil Burger
Atores: Bradley Cooper, Robert De Niro, Abbie Cornish, Johnny Whitworth.
Duração: 105 min
Gênero: Suspense

Eddie Morra não tem mais ideias para seus livros, e sua vida vai de mal a pior. Até que um dia, ele encontra na rua seu ex-cunhado, Vernon, que lhe apresenta um remédio revolucionário que permite o uso de 100% da capacidade cerebral.
A princípio ele fica receoso a usar o remédio, mas quando usa percebe que o efeito é imediato e ele passa a se lembrar de tudo que já leu, ouviu e viu em toda sua vida. Aumentando também sua capacidade de aprendizado. A partir de então ele consegue aprender rapidamente outras línguas, fazer cálculos complicados e escrever muito rapidamente, mas para manter este ritmo precisa tomar o remédio todo dia.
Seu desempenho chama a atenção do empresário Carl Van Loon, que resolve contar com sua ajuda para fechar um dos maiores negócios da história.
Mas o que ninguém contou sobre a droga, foi seus efeitos colaterais e as pessoas que você atrai com o desejo de te matar. Agora ele terá que decidir como vai morrer, pela falta do remédio ou pelas mãos dos "bandidos".

Sem Limites é um ótimo filme de suspense. A história foi muito bem escrita com mais uma contextualização no mundo real.
Eu particularmente, gostei muito do filme, pois essa droga é o que todo mundo quer, imagina conseguir usar todo o seu cérebro, mas ele também conta os efeitos colaterais de uma droga desse tipo, e isso é bom porque causaria muito mal se fosse comercializada, o mundo estaria pior do que está hoje.
Eu só não gostei de algumas cenas que passam rápido demais e fez minha cabeça doer, e que não deixou muito claro, pelo menos para mim, se foi ele ou não quem matou a tal mulher do hotel, já que a droga causa lapsos na memória.
Mas esse é um filme que vale a pena conferir, super recomendado pelo Luz, câmera, ação e... CORTA! com pipoca e refri na mão, bom filme.

6 comentários:

  1. Eu ainda não vi esse filme, mas me parece ser realmente bom. Na real, eu gostaria de ter um remedinho para dar aos meus colegas sem noção, que fizessem eles, ao menos, utilizar 50% da capacidade cerebral que eles tem, hahaha.
    beijinhos,
    Pedida entre Livros

    ResponderExcluir
  2. Também gostei muito desse filme. Confesso que fui sem esperar muita coisa mas é de fato um ótimo suspense mesclado com ação!

    Saí do cinema querendo experimentar uma pílula dessa, imagina que experiência incrível que seria heim! ^^ Mas lógico sem os terríveis efeitos colaterais que os personagem tem que passar como consequência de seu ato!

    Também concordo que aquelas partes onde as imagens passam muito rápido são meio chatinhas e te deixam tonta, tanto que fechei os olhos e nem olhei nada pois já estava ficando enjoada... mas para o filme ela é pertinente pois tenta mostrar um pouco como andam as coisas dentro da cabeça do protagonista.

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. estou louca pra ver esse filmeeeee.
    *-------------------* amo esse ator.
    Oh! estou resolvendo a parada da parceria porque eu preciso da ajuda da Jessi com o link na imagem DDDD: Sou um desastre nisso hihihihi
    beijos,
    Ciça ;*

    ResponderExcluir
  4. Oi, flor! Acabei de conhecer o seu blog e AMEI! Muito lindo aqui e cheio de dica bacana :)

    Se puder, dá uma passadinha no meu, tá rolando sorteio de uma paleta Haute Jersey, da Nyx :)

    Beijão, Letícia
    http://caseieagoraa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Esse filme é muito bom além de me deixa doida com tanta informação e com as imagens passando rápido.. kkkkkk
    Provavelmente seria bom sim usar toda a capacidade da mente pra fazer coisas que muitas vezes se diz ser impossível pra humanos, mais seria estranho também.. De repente você começa a pensar, falar e agir como uma pessoa que nunca foi você, como você nunca imaginou que séria..
    Ao mesmo tempo você teria de se adaptar com as pessoas que seriam diferentes aos seus olhos vc teria de se adaptar com a própria mente.. Eu acho que ficaria mais doida que o comum.. kkkkk

    Beijos.
    http://vivendoeescrevendosempre.blogspot.com/

    ResponderExcluir